Esta é uma pergunta que ainda ouvimos. Há muitas pessoas e empresas que hoje em dia se questionam sobre a necessidade de ter um site.

O mundo virtual é um espaço de oportunidades pois proporciona visibilidade para professores, profissionais, empresários, pessoas física, projetos pessoais, institucionais ou simples páginas que expõem um hobby e histórias de viagens por exemplo.

Perceber um site como uma oportunidade de exposição e divulgação com alcance inimaginável e global parece ser uma boa ideia, uma vez que para criar-se um site está cada vez mais fácil.

Você pode cadastrar-se em um serviço gratuito e pronto, em poucos cliques seu site já está no ar sem custo nenhum. Se preferir, você pode recorrer ao apoio de um profissional experiente ou empresa especializada em desenvolvimento de sites profissionais. O importante é você decidir sobre ter presença na web permanecendo-se online.

Estamos vivendo em um mundo conectado repleto de dispositivos com acesso à internet cada vez mais fáceis, portanto, para aqueles que desejam ser vistos, ter um site não é opcional e sim uma estratégia fundamental.

Somos mais de 100 milhões de usuários de internet no Brasil, sendo que o CGI.BR (2014) confirma que a presença de equipamentos portáteis (laptops e notebooks) apresentou considerável crescimento, sendo que 60% das residências que tem computador possuem notebooks, enquanto os tablets estão presentes em 33% dos domicílios.

Em pesquisa observou-se que a disponibilidade de redes sem fio WiFi nos domicílios chegou a importantes 66% das moradias com acesso à internet, evento que induz a pensar-se que o crescimento é acelerado e proporciona contatos muito mais próximos com ambientes de internet e sites grátis ou profissionais.

Eu poderia citar dezenas de motivos para você desenvolver um site, entretanto, vou indicar somente alguns, sendo eles:

1º - Divulgação constante de seus produtos, serviços ou projetos – A presença online de um site é 24h por dia, 7 dias por semana, viabilizando que você seja encontrado em qualquer momento;

2º - Baixo custo com alto benefício – Pode-se dizer que o custo é acessível para o desenvolvimento de um site, sendo que os benefícios são surpreendentes dependendo do ramo de atividades que você exerce;

3º - Credibilidade – Um site organizado e com informações adequadas transmite confiabilidade, circunstância que pode alavancar suas vendas, promovendo sua marca ou projetos institucionais.

4º - Relacionamento com potenciais clientes ou parceiros – Hoje em dia cada vez mais pessoas fazem contato comigo e com nossa empresa, buscando auxilio para o desenvolvimento de um site profissional. Desta forma, ter um site na internet favorece relacionamentos e promove importantes interações entre clientes e parceiros.

5º - Eliminação das barreiras geográficas – Com a internet não há barreiras físicas pois um site pode ser facilmente encontrado. Se o desenvolvimento do site por realizado de forma adequada, bem como, contar com informações fidedignas e relevantes, as chances de ser encontrado ampliam-se drasticamente.

Saiba mais sobre o desenvolvimento de sites que aparecem no Google enviando-me um e-mail para: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou utilizando o link “Contato”.

Sobre o autor:

Jitone Leônidas Soares é Mestre e Licenciado em Educação Física pela Universidade de Brasília com estudos sobre percepções de cursistas em um curso superior na modalidade a Distância. É especialista em Planejamento, Implementação e Gestão de Educação a Distância (UFF) e Especialista em Gestão Pública (UFG). É Licenciado em Educação Física pela Universidade de Brasília e tem experiência em Educação a Distância na Graduação, Pós Graduação e Extensão em projetos que já oportunizaram a oferta de mais de 1 milhão de vagas para estudantes em diferentes estados brasileiros.

Participou do Planejamento, Implementação e Gestão de projetos de Sites e Educação a Distância para o INEP - Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, Ministério do Esporte, Ministério da Educação, Ministério da Justiça, Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, Ministério da Saúde, Ministério do Trabalho e Emprego, ANVISA, Universidade de Brasília, Universidade Federal de Rondônia, Universidade Federal do Amapá, Universidade Aberta do Brasil - UAB, Universidade Aberta do SUS, Coordenadoria de Capacitação e Educação - PROCAP-UnB, Educação Corporativa entre outras iniciativas.

 

Compartilhe

Receba novidades